Arquivo da categoria: yamaha

SENAI e Yamaha inauguram Centro de Treinamento em Minas Gerais

Depois de firmar uma importante parceria com o SENAI, para elevar ainda mais a qualidade dos serviços prestados por suas concessionárias, a Yamaha dá continuidade no processo de inauguração de novos Centros de Treinamento da marca.

Depois das unidades de Porto Alegre e de Feira de Santana, foi inaugurado no final do mês de outubro a unidade de Belo Horizonte, que contará com novas e modernas instalações.

Como acontece nas outras Unidades, o SENAI de Belo Horizonte terá, entre várias outras ferramentas especiais, o exclusivo dispositivo de diagnóstico YDT (Yamaha Diagnostic Tool). Com isso, os futuros mecânicos terão a oportunidade de treinarem em um ambiente exatamente igual ao de uma concessionária Yamaha.

Para os técnicos que trabalham na rede de concessionárias da marca, a certificação nos módulos Bronze e Prata será concedida pelos dos docentes do SENAI.

Com essa promissora parceria com o SENAI, a Yamaha cria novas oportunidades no mercado de trabalho, além de prover uma melhor experiência aos seus clientes no pós-vendas, buscando aplicar nos serviços de sua rede, o mesmo padrão de qualidade com que fabrica suas motocicletas.

Parceria foi formalizada no Salão Duas Rodas de 2009.

Salão Duas Rodas 2009. Foto: Marcel Mano.

Os outros centros de treinamento estarão presentes nas unidades do SENAI de Jacarepaguá RJ, Iracemápolis SP, Bauru SP, Belém PA e Recife-PE.

Yamaha Blue Racing 2020

No inicio da semana a Yamaha Canadá anunciou suas novidades Blue Racing 2020, começando com uma versão MotoGP da R3, YZ250FX, YZ450F, e do novo lançamento YZ125X.

A nova Yamaha MotoGP Edition da Monster Energy onde a YZF-R3 só recebeu uma pintura mais sofisticada, sem atualizações de desempenho. A Honda tem feito isso há anos com a edição Repsol de suas motos esportivas de baixa capacidade, então faz sentido para a Yamaha fazer o mesmo, e obter mais visibilidade na MotoGP.

A nova YZ125X foi planejada como um modelo de transição.

Melhor notícia para os fãs do off-road,é a YZ125X. A Yamaha diz que este é um modelo de competição off-road baseado na moto MX YZ125, com suspensão KYB, sistema de válvula Yamaha Power e roda traseira de 18 polegadas. 

A YZ250FX tem o já conhecido aplicativo Yamaha Power Tuner instalado de fábrica.

A Yamaha também anunciou atualizações para sua enduro YZ250FX. Ela recebeu um novo motor de quatro tempos baseado no YZ250F, um novo chassi, suspensão e chassi atualizado, com o aplicativo Power Tuner sem fio, também adicionou um seletor de mapa montado no guidão.

A Yamaha também fez várias atualizações para a sua YZ450F.

A Yamaha também anunciou grandes mudanças em sua YZ450F, incluindo um motor modificado, chassi, suspensão e componentes do chassi.

Yamaha do Brasil sob nova direção

Na semana passada aconteceram na Yamaha Brasil, Unidades Manaus, dia 14, e Guarulhos, dia 18, as cerimônias de apresentação de Mitsuyoshi Sunakawa novo Presidente do Grupo Yamaha Brasil, Peru e Argentina aos colaboradores.

Sunakawa saudou aos funcionários, falou sobre a sua trajetória na Yamaha e a sua perspectiva em contribuir ainda mais com o crescimento da Yamaha, ser uma empresa que cria Kando, – *Kando é uma palavra japonesa que exprime sentimento de profunda satisfação e de intenso entusiasmo experimentados quando nos deparamos com algo de excepcional valor, que desperta emoções, transforma sonhos e enriquece a vida das pessoas.

marcel mano Otani
Otani san, em sua gestão sempre demonstrou apoio irrestrito aos jovens pilotos do programa de incentivo aos pilotos motorsports.

Sunakawa san vem da posição de Gerente Geral Executivo da Unidade de Negócios de Veículos de Energia Inteligente, Operações de Negócios de Soluções, e sucede  Itaru Otani – presidente desde 2016, que assumi atribuições na Matriz como Diretor Executivo, Gerente Geral Adjunto do Centro de Recursos Humanos e Assuntos Gerais.

Yamaha Motor revê linhas gerais de visão a longo prazo

A Yamaha Motor Co.,Ltd. (TOKYO:7272) anunciou ontem que concebeu sua visão de longo prazo até 2030, bem como um novo plano de gerenciamento de médio prazo para o período de três anos que inicia em 2019.

Com relação à sua visão de longo prazo, a Yamaha Motor criou o slogan “ART for Human Possibilities” (ARTE para possibilidades humanas) e definiu uma estratégia de crescimento até 2030. A empresa implementará suas estratégias decrescimento promovendo soluções para problemas sociais com base nos seus próprios valores históricos, para diversificar cada vez mais os valores das pessoas e o ambiente nas sociedades.


Apesar de manter o poder de rentabilidade dos negócios existentes, o novo plano de gerenciamento de médio prazo alocará recursos para áreas de crescimento estratégicas como novos negócios, e trabalhará para alcançar vendas líquidas consolidadas de 2 trilhões de ienes e uma receita operacional consolidada de 180 bilhões de ienes.

Yamaha Motor Co., Ltd.

Naoto Horie, +81-3-5220-7211

Divisão de Comunicação Corporativa

Equipe de RP globais

Fonte: https://global.yamaha-motor.com/news/2018/1211/mtp.html

SuperBike 2018 começa com vitória de Eric Granado

Divulgação

 O SuperBike Brasil deu a largada inicial para a temporada 2018! Neste domingo (29), pilotos e equipes entraram em ação no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, para a 1ª etapa do maior campeonato de motovelocidade das Américas. O evento contou com emoção do início ao fim e garantiu muita velocidade para o público presente.

Ao todo, foram sete corridas que agitaram o dia no tradicional circuito da capital paulista. Os fãs de motovelocidade ainda contaram com show de manobras, sessão de autógrafo com os pilotos e visitação aos boxes.

Dada a largada, não faltou disputa na pista!

Na categoria SuperBike, o atual campeão Eric Granado (#51) manteve o domínio na principal divisão do campeonato e faturou a etapa de estreia. O piloto da Honda Racing Brasil cruzou a linha de chegada à frente de Alex Barros (#4), da Alex Barros Racing, e Maximiliano Gerardo (#41), da Kawasaki Racing Team.

Granado iniciou a corrida na ponta do grid, mas passou a primeira metade da corrida vendo os rivais alternarem na liderança. Foi somente a partir da sétima volta que Eric – que estreou nova moto neste fim de semana – reassumiu a primeira posição e liderou até a bandeirada final.

Logo atrás, o veterano Alex Barros protagonizou grande duelo com Gerardo pela segunda posição. Ele levou a melhor sobre o uruguaio, que estreia na categoria SuperBike em 2018 e vinha de duas vitórias seguidas na Copa Pirelli.

Pedro Sampaio (#28), da Honda Racing Brasil, ficou com a quarta posição do grid. Diego Pierluigi (#84), da Alex Barros Racing, vinha brigando forte pelas primeiras colocações, mas sofreu com queda ao longo da corrida e terminou em nono no geral.

Eric Granado
Eric Granado conquista 1ª etapa no SuperBike Brasil.

“Estou muito feliz. É um início difícil, estou em evolução e a moto está ficando cada vez melhor. Hoje estava muito calor e as condições da pista ficaram difíceis, mas imprimi meu ritmo e abri vantagem para controlar. Tenho que agradecer à Honda e meus patrocinadores. O Alex Barros trocou de moto agora e o Gerardo subiu da SuperSport. Vai ser cada vez mais difícil ao longo do ano, mas tenho que pensar em fazer meu melhor”, destacou Eric após a vitória.

Pela Extreme, o destaque foi Rodrigo Dazzi (#146), da Ello Racing, que venceu pela primeira vez na categoria. O piloto já vinha de grande resultado na Copa Pirelli, quando bateu o recorde pessoal em Interlagos. Jeferson Friche (#6), da HG Motos Racing / Sky Comp, e Davi Costa (#12), da JC Racing Team, completaram o pódio.

No grid que contou com motos da SuperBike Light, Evolution e SuperStock, o mais rápido foi Felipe Comerlatto (#186), da Pro Racing Team. Ele faturou a Evo1000 à frente de Pablo Flores Nunes (#28) e Fabricio de Freitas (#131), ambos da Motonil Motors / UsatecBSB.

Entre as motos da Evolution, Bruno Corano (#34), da equipe BMW Motorrad MotorSport, foi o vencedor. Ele liderou a categoria superando Mauricio “Linguiça” (#80) e James Michael (#137) – os dois da Misano Racing Team.

Na SuperBike Light, Marcio Ferreira Bortolini, (#37) da Tecfil Havoline Racing Team, levou a melhor. André Veríssimo, (#93) da Paulinho SuperBikes, e Carlos Sakurai “Kaka”, (#13) da Kaka Ks Racing vieram logo na sequência. Raphael “Fletado”, (#96) da PRT – Pitico Race Team, e Henrique Poli Junior, (#97) da Errera Racing, fecharam o top 5.

Na Master, Guilherme Neto, (#66) da Pro Racing Team, ficou com a primeira colocação, à frente de Rogerio Gentil, (#31) da HB Automotive/Duda Racing Team, e de Cristiano Nogueira, (#26) da WRT Racing Team. Completaram os cinco primeiros Nelson Gonçalves “Mágico”, (#45) da equipe Os Impossíveis, e Célio Campagnolo “WR”, (#613) da Qatar Racing Team Brasil.

Outra categoria que começou com briga acirrada foi a SuperSport. Ton Kawakami (#127), da Yamalub Racing, venceu a disputa, que conta com nomes promissores para a temporada. Ele foi seguido por Leo Tamburro (#53), guiando moto da equipe Qatar Racing Team. A terceira posição ficou com Fausto “Granton Gallay” (#32), também da Yamalub Racing.

Na Pro Amador, o vencedor foi Breno Barbosa, (#44) da Pitico Race Team, seguido por Felipe Bazolli, (#790) também da PRT, enquanto Júlio Cesar Neto Parra (#91), da Giant Racing Team, foi o terceiro.

Na Pro Extreme, Luis Ferraz, (#13) da Tecfil Havoline Racing Team, garantiu o primeiro lugar. A segunda posição ficou com Juninho Garcia, (#27) da JR Motos Racing. Henrique Daniel, (#42) da Qatar Racing Team Brasil, foi o terceiro colocado. Na Master, a vitória ficou com Valter Rubino, (#65) da Misano Racing Team.

Cristiano Souza (#200) foi o destaque da Stock 600cc guiando uma moto da equipe Tecfil Havoline Racing Team. Pela RRE Racing, Ricardo Barlete (#33) foi o segundo, enquanto Samuel Salla (#41), da Salla Racing, terminou na terceira posição.

Após dominar todo o fim de semana na 959 Panigale Cup, Massao Nishimoto (#41), da Motonil Motors/UsatecBSB, venceu a corrida da categoria estreante do SuperBike Brasil. Da mesma equipe, Rodrigo “Cabecinha” (#181) ficou na segunda colocação, enquanto Rodrigo Simon (#999) foi o terceiro a bordo de moto da equipe Colorado Doctor Racing Team.

Em corrida emocionante, Arthur Costa (#99), da JC Racing Team, venceu a prova da Copa Honda CBR 500R. Ele ficou à frente do segundo colocado, Ademilson Peixer (#43), da equipe MotoSchool Racing Team, por apenas 0.011s. Na classificação geral, Fabio Florian (#88), da Moretti Racing Team, foi o terceiro, com João Carneiro (#14), da Light Team/Cajuru Racing, em quarto. Fechando os cinco primeiros, Marcelo Moreno “MM” (#7), da equipe Motonil Motors / UsatecBSB.

Pela categoria Pro, Arthur foi o vencedor, seguido por Peixer e Florian, enquanto Indiana Muñoz (#199), da equipe Moretto Racing Team, foi a quarta colocada. Os cinco primeiros foram completados por Marciano Santin (#9), da SantinRacing.

Na categoria Teen, Florian terminou a prova no primeiro lugar. Carneiro (#14) foi o segundo colocado, com Luiz Felipe (#444) em terceiro. Na Light, Carneiro levou a melhor, enquanto Luiz Felipe ficou em segundo, à frente de Raphael Ramos, (#90) da MotoSchool Racing Team.

Pela categoria Extreme, Marcelo Moreno “MM”, da Motonil Motors / UsatecBSB, venceu. Marco Bastos “Maça” (#74) ficou na segunda posição pela equipe PRT – Pitico Race Team. A Moretti Racing Team ficou na terceira colocação com o piloto Rafael Touche (#8).

Enzo Valentim (#29), da Misano Racing Team, foi o sexto no grid de largada, mas no fim levou a melhor e venceu a corrida da Yamalube R3 Cup. O piloto da Misano Racing Team superou Lincoln Melo, (#129) da Tecfil Havoline Racing Team, na linha de chegada por apenas 0.054s. O pódio ainda teve Matheus Barbosa, (#260) da Motonil Motors / UsatecBSB, Bruno Cesar Borges, (#51) da PRT – Pitico Race Team , e Kevin Fontainha, (#26) da Moretti Racing Team.

Já na Yamalube R3 Cup Stock, o grande vencedor foi Kaywan Freire “Kaka Fumaça” (#36), enquanto Davi Gomide (#31) ficou em segundo, seguido por Felipe Macan (#54). Humberto Turquinho (#12) e Rodrigo Gregório “Diguinho” (#8) completaram o pódio.

O vencedor da 1ª etapa da SuperBike Escola foi Arthur Gontijo (#7), da Qatar Racing Team Brasil. Na sequência veio Cleber Miranda (#210), da IBMM Racing, com Rafael Ferreira (#512) levando a HG Motos à terceira posição. Marcos Antonio Pereira Junior (#15) foi o quarto colocado entre as 1000cc com moto da Forza Racing. Murilo Tom, (#90) da Moretti Racing Team, fechou o pódio com a quinta colocação.

Na SuperSport Escola, Antonio David “Toninho” (#62), da Forza Racing, garantiu o primeiro lugar. Claudio (#26), da ELB Escola, foi o segundo. Marco Ferreira (#118), da Club Track Day, ficou em terceiro. Walyson Trautenmuller (#86) e Franco Lopes “Mineiro” (#21), da Club Track Day, fecharam a lista dos cinco primeiros.

A prova foi encerrada na terceira volta, após acidente envolvendo os pilotos Walyson Trautenmuller e Edilson Bastos (#144), da Tom Racing Team.

A 2ª etapa do SuperBike Brasil será realizada nos dias 25, 26 e 27 de maio, em Curitiba.

Fonte: SuperBike 2018 começa com vitória de Eric Granado e emoção na 1ª etapa

centrodetreinamento

A bordo na Rota da Conquista

Rota_da_Conquista_Viagem_na_Foto
Rota_da_Conquista_Viagem_na_Foto

Rota da Conquista quando as imagens valem mais de mil palavras

Um motociclista e sua companheira à garupa da moto, filmando e fotografando por 40 países, em 300 dias, registrando estradas, paradas, paisagens, cidades, pessoas, costumes, alegrias e tristezas, com fotos e vídeos com qualidades profissionais.

Uma releitura de “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”, de Glauber Rocha, sobre duas rodas, montando uma Yamaha Super Ténéré 1200 – ícone em aventuras – é o que diferencia essa travessia de tantas outras que acontecem nesse momento em todo o Mundo.casal_João_e_Alice_drone_Rota_da_Conquista

O casal Wilde, Alice e João, realizou sua primeira viagem para fora do País em motocicleta rumo ao Deserto do Atacama, recém-casados em lua de mel, em 2013, colocando em prática o prévio curso de fotografia para documentar a viagem.

Foi então plantada a semente desse novo hobby que com o passar dos anos foi se profissionalizando, até virar a principal atividade profissional da ex-gerente de enfermagem e ex-coordenador de Projetos de TI.

Assim, nasceu pouco tempo depois a Viagem na Foto, uma empresa voltada a edição de fotografias e vídeos de viagens. Especializada em edição de fotos e vídeos para quem viaja de moto, entregando um belo registro das aventuras, independente da experiência e equipamento utilizado.

Rota da Conquista

Em três etapas serão cruzados América do Sul / América Central e do Norte / Europa

O primeiro trecho teve a partida marcada para o sábado dia 7 em Outubro, em Campinas, a partir de um encontro de motociclistas de diversas tribos, DayRiders – Satur DayRiders Rock, com direito a banda de rock, churrasco, clínica off-road e muito mais.

parte1_viagem_na_foto_Rota_da_ConquistaA trip Rota da conquista de lá partiu para Boituva, SP, Floresta, PR, chegando a Foz do Iguaçu, PR, de onde seguirão pelo Paraguai, Bolívia, Argentina, Chile e Uruguai, visitando os pontos mais cobiçados de overlanders; Salar de Uyuni, Deserto do Atacama, Paso Del Sico, uma parte da Ruta 40, Carretera Austral, Glacial Perito Moreno, Ushuaia entre outros pontos turísticos.

Com retorno previsto ao Brasil em dezembro, serão três meses editando vídeos e captando recursos, para então pegar estrada novamente.

objetivos_Rota_da_ConquistaEm abril de 2018 partem para a segunda etapa. O objetivo é cruzar até a Colômbia para então atravessar toda a América Central, rumo aos Estados Unidos. Em solo norte Americano, o extremo norte é o primeiro destino, alcançar o Prudhoe Bay no gelado Alaska e depois voltar pelo Canadá até Los Angeles, novamente nos Estados Unidos.

Em Los Angeles, se inicia a travessia mais cobiçada pelos motociclistas de todo o Mundo, a Rota 66. Concluída esta etapa, nossos aventureiros seguem rumo a Montreal no Canadá, onde embarcam em um voo até a Bélgica.

ceu_Rota_da_ConquistaNo velho mundo e na Sede da União Europeia e OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte, o objetivo na terceira etapa da aventura é rodar pelas estreitas vias dos Alpes Europeus, atravessar a Floresta Negra na Alemanha, fotografar a noite na gelada Noruega e conhecer um grande número de países e pontos turísticos.

O retorno ao Brasil será embarcando em um vôo de Bruxelas até o Uruguai, e depois percorrendo os últimos quilômetros de moto, de volta ao Lar.

Apoio: Pisteiros.com.br, Tmoto/DuMano, Luis Gustavo consultoria em TI, Diário de Motocicleta

Para acompanhar o http://www.rotadaconquista.viagemnafoto.com.br:

Diário de Bordo – Postagens diárias, quando tiver internet,  um conteúdo em texto e poucas fotos explicativas.

Fotos da Semana – Fotos que tiramos na semana, limitado a seis fotos no site. Fotos de dias anteriores ficarão no Fotos da semana flickr, em um álbum chamado Rota da Conquista.

Vídeos – Todos os vídeos relacionados ao projeto Rota da Conquista.

Com Abertura da Viagem – Rota da Conquista,

Fazendo um suporte de barraca para a Super Ténéré 1200, Aprendendo a trocar os pneus da Super Ténéré 1200, Consertando os Warm Grips Originais da Yamaha (Super Ténéré 1200) [Em breve], Curso Avançado Big Trails Off Road com Evandro Dalben (Pisteiros) [Em Breve].

Mídias Rota da Conquista

www.rotadaconquista.viagemnafoto.com.br

www.viagemnafoto.com.br/rotadaconquista

Facebook: fb.com/viagemnafoto

Instagram: https://www.instagram.com/viagem_na_foto/

Fotos

Álbum Rota da Conquista:

https://www.flickr.com/photos/130955616@N07/albums/72157687478780254

Viagem na foto: https://www.flickr.com/photos/130955616@N07

Vídeos

https://www.youtube.com/channel/UChTRTipRnIbVNPmeW9nPgrA

https://vimeo.com/channels/1300854

OBS: Canais do Vimeo e Youtube contém todos os vídeos (editados de clientes e os nossos) – os videos do Rota da Conquista iniciam pelo nome ‘Rota da Conquista:’

Rota da Conquista quando as imagens valem mais de mil palavras – Jornalista Responsável: Marcel Mano (Mtb. 19.208)

marcelmanocartão2017

 

Bela e Fera Yamaha MT-07 Pikes Peak

Rafael-Pasqualin-Yamaha-MT07-Foto-Marcel-Mano-Yamaha-Day
Rafael Paschoalin Yamaha MT07 Foto Marcel Mano Yamaha Day

A preparação do Coach e piloto Rafa tornou a Yamaha MT-07, ainda mais a mão, prazerosa e divertida.

Modelo Yamaha MT-07 exclusivo, semelhante a utilizada na prova centenária de subida da montanha – Pikes Peak International Hill Climb (PPIHC) 2016, nos Estados Unidos.

Foi necessário o convite da Yamaha, além de três voltas no circuito do Haras Tuiuti, para desvendar um pouco da máquina e antecipar o final de semana com um sorriso no rosto.

A Yamaha MT-07 se destaca pela leveza do conjunto e uma tocada bem legal de se levar ao limite, na pista, como aconteceu no início do mês de fevereiro no circuito do Haras Tuiuti, interior de São Paulo. Como parte de um evento promovido pela Yamaha Motor do Brasil.

Para ficar mais interessante essa “tocada” também torcemos o cabo da MT-07 Pikes Peak do coacher e piloto Yamaha Race Team Rafael Paschoalin, modelo customizado que foi preparada pelo piloto road race para a centenária corrida de subida da montanha, em Colorado Springs, nos Estados Unidos no ano passado.

A Bela – Ao olhar fica difícil crer no confortável posicionamento sobre o modelo diante da esportividade em sua condução. O posicionamento do guidão também não é excessivamente esportivo, deixando os braços nem totalmente esticados, mas também parcialmente flexionados.

Compacta e ágil, leve com rápidas mudanças de direções. Seu conjunto é todo compacto, o que também ajuda na agilidade, tornando as trocas de direção bem rápidas. Condição importante em situações de emergência e evasão aos riscos do trânsito urbano, principalmente nas grandes cidades.

Seu motor é um bicilindrico do tipo crossplane que desenvolve 74,8 cv – 75 cv, e entrega brutos 6,9 Kgfm, acoplado a um câmbio de seis velocidades suficiente para de maneira extrema – como na pista – exige certo cuidado nas saídas de curva.

Chassi leve, fino e compacto, o conjunto apresenta um desenho “Refined Dynamism”, de acordo com a filosofia da casa de Iwata – tipo de estrutura de “dois andares”, onde as porções superior e inferior da moto convivem em harmonia.

Dois discos de 282 mm na dianteira, e disco de 245 mm na traseira. Suspensão dianteira tipo simples sem possibilidade de regulagem, e monoamortecedor traseiro com link e ajustes de pré-carga.

A Fera – Em relação a MT-07 comercializada, Paschoalin buscou em sua Street Road obter mais potência trabalhando os dutos do cabeçote, ângulo de válvulas, taxa de compressão, enquadramento dos ângulos de válvulas, ainda foi modificado o corpo de borboleta e adotada de uma corneta, sem filtro. Reprogramada a ECU e adotado um escape full da Jeskap.

Rafael-Paschoalin-Peaks-Yamaha-MT07-PPIHC-2017-Foto-Marcel-Mano-Yamaha-Day
Rafael Pasqualin Yamaha MT07 PPIHC 2016 Foto Marcel Mano Superbike Brasil

Os discos de freios são Hell com adoção de pastilhas AP-Racing. A suspensão traseira é do tipo totalmente regulável com amortecedor Sachs, bem mais duras e com acerto mais esportivo.

mva_6345_800x533
Foto: divulgação Yamaha

A posição “te jogando” mais a frente – em razão das pedaleiras Bullet com os pés mais recuados e guidão do tipo bar, tem tudo haver com a tocada Street Road, harmoniosamente relacionado ao desempenho mais áspero do propulsor, também graças ao escapamento especialmente confeccionado.

Repórter Folha José Luis Leme, Rafa Paschoalin e Marcio C. Viana, Moto.com.br. Foto: Marcel Mano
Repórter do Estadão José António Leme, Rafa Paschoalin e Marcio C. Viana, Moto.com.br. Foto: Marcel Mano

Na pista, atrás do Rafa, pude observar ele contornando a curva; um leve drift – destracionar, com a saída da roda traseira do solo – alicatado o freio dianteiro – e não há mudança de trajetória. Fica claro não só o desempenho da máquina, mas também a da experiência desse neto e filho da tradição de motociclistas.

mva_6394_800x533Para ser sincero, e claro que mais que obvio, a Yamaha Pikes Pike do Rafa estava melhor preparada para a pista, mesma travada do Haras Tuiuti. Porém o modelo como sai de fabrica não decepcionou e entrega diversão e esportividade garantida nos deslocamentos diários e viagens de fim de semana.

Seu comportamento dinâmico transmite segurança e “ataque” de forma intuitiva, diversão para os deslocamentos diários e emoção e prazer para o passeio de fim de semana, além de curtas viagens.

Renato Castanho Yamaha MT-07 Foto Marcel Mano Yamaha Day
Renato Castanho Yamaha MT-07 Foto Marcel Mano Yamaha Day

Renato Castanho é produtor e cineasta especializado, e demonstrou predileção pelo modelo Yamaha MT-07, entre todos os modelos da linha Yamaha, comercializados no País.

Rafael-Paschoalin-Peaks-Yamaha-MT07-PPIHC-2016-Foto-Marcel-Mano-Yamaha-Day
Rafael Pasqualin Yamaha MT07 PPIHC 2016 Foto Marcel Mano Yamaha Day

A Yamaha MT-07 foi apresentada no Salão de Milão de 2013 e é comercializada no Brasil desde 2015. Atualmente é disponível em duas versões: uma com “freios ABS”; MT-07 ABS 2017 (R$ 31.690,00) e outra com o sistema de freios a disco convencional; MT-07 STD 2016 (R$ 27.490,00) .

Rafa Paschoalin, 34, se especializou em “corridas de rua” ou seja, competições fora de autódromo. Correu a North West 200, foi o primeiro piloto brasileiro no TT Isle of Man, primeiro brasileiro a participar do Pikes Peak International Hill Climb. Piloto oficial Yamaha conta com o patrocínio da Yamalube, Consórcio Nacional Yamaha, LS2, Metzeler, HEL e Pilotaggio, e apoio da RAD Racing School e DK Industries.

Pikes Peak International Hill Climb, centenária prova de subida de montanha que acontece todos os anos desde 1916 em Colorado Springs, Estados Unidos. Tradicionalmente, Pikes Peak (PPIHC) é uma das provas de Hill Climb mais importantes e empolgantes do Mundo.

abrolhos 2017