Viñales vence MotoGP após queda de Márquez

Marc Marquez, Qatar MotoGP race, 26th March 2017

Domingo (9), Maverick Viñales triunfou em Termas de Rio Hondo e venceu a segunda prova consecutiva na temporada 2017 da MotoGP, consolidando a liderança do campeonato.

O caminho do espanhol foi facilitado pela queda de Marc Márquez na quarta volta, enquanto o piloto da Honda liderava a prova e caiu sozinho. Valentino Rossi superou Cal Crutchlow e terminou em segundo, com o britânico em terceiro.

Sem chuva, a prova começou com Márquez mantendo a ponta, seguido por Crutchlow, Viñales e Rossi. Enquanto, Jorge Lorenzo caía na curva 1 e abandonava na primeira volta.

No trecho final da terceira volta, Viñales passou Crutchlow e subiu para segundo. Na quarta volta, Márquez caiu sozinho na curva 2 e abandonou a prova. Uma volta depois, surgiu um ride through para Andrea Iannone, que queimou a largada. O piloto Johann Zarco era um dos destaques no pelotão intermediário, em sexto.

Viñales virou alguns segundos sobre Crutchlow, que seguia controlando a distância em relação a Rossi. Danilo Petrucci era o quarto e Dani Pedrosa o seguia de perto, em quinto. Mais atrás, outro que ia ao chão era o contundido Alex Rins, que não controlou a Suzuki na curva 13 e caiu.

Valentino Rossi passou a atacar Crutchlow, enquanto Zarco, deixava Pedrosa e Petrucci para trás, assumindo o quarto lugar, em seguida, Marc se recuperou e superou o francês.

A 12 voltas do final, Pedrosa caiu no mesmo ponto que Márquez e abandonou a prova. Na sequencia Aleix Espargaró e Andrea Dovizioso se encontraram na curva 5, com a Aprilia do espanhol levando a Ducati do italiano para fora da pista.

Na batalha pelo segundo lugar, Rossi seguia próximo de Crutchlow, mas sem conseguir ação superar o britânico, enquanto que Viñales, abria distância da disputa. Rossi deu o bote na curva cinco, a sete voltas do final, assumindo o segundo lugar.

Vinãles, fora de alcance, tornando-se o primeiro piloto da fabricante japonesa a vencer as duas primeiras corridas do ano desde Wayne Rainey, em 1980.

Confira a classificação final da corrida:

Pos. Pontos Num. Piloto Equipe Moto Tempo/Dif.
1 25 25 Maverick VIÑALES Movistar Yamaha MotoGP Yamaha 41’45.060
2 20 46 Valentino ROSSI Movistar Yamaha MotoGP Yamaha +2.915
3 16 35 Cal CRUTCHLOW LCR Honda Honda +3.754
4 13 19 Alvaro BAUTISTA Pull&Bear Aspar Team Ducati +6.523
5 11 5 Johann ZARCO Monster Yamaha Tech 3 Yamaha +15.504
6 10 94 Jonas FOLGER Monster Yamaha Tech 3 Yamaha +18.241
7 9 9 Danilo PETRUCCI OCTO Pramac Racing Ducati +20.046
8 8 45 Scott REDDING OCTO Pramac Racing Ducati +25.480
9 7 43 Jack MILLER EG 0,0 Marc VDS Honda +25.665
10 6 17 Karel ABRAHAM Pull&Bear Aspar Team Ducati +26.403
11 5 76 Loris BAZ Reale Avintia Racing Ducati +26.952
12 4 53 Tito RABAT EG 0,0 Marc VDS Honda +41.875
13 3 8 Hector BARBERA Reale Avintia Racing Ducati +42.770
14 2 44 Pol ESPARGARO Red Bull KTM Factory Racing KTM +43.085
15 1 38 Bradley SMITH Red Bull KTM Factory Racing KTM +43.452
16 29 Andrea IANNONE Team SUZUKI ECSTAR Suzuki +46.219
Não completaram
4 Andrea DOVIZIOSO Ducati Team Ducati 11 voltas
41 Aleix ESPARGARO Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 11 voltas
26 Dani PEDROSA Repsol Honda Team Honda 12 voltas
22 Sam LOWES Aprilia Racing Team Gresini Aprilia 14 voltas
42 Alex RINS Team SUZUKI ECSTAR Suzuki 14 voltas
93 Marc MARQUEZ Repsol Honda Team Honda 22 voltas
99 Jorge LORENZO Ducati Team Ducati 0 voltas
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.